Oficinas sobre Braille e Narração de História em Libras fazem parte do 2º dia da II Semana Acessível Cultural no Xisto

 

14362569_674215782736392_1610151219577565125_o1

Dando continuidade a II Semana Cultural Acessível, no seu segundo dia, 20, o Espaço Xisto Bahia – espaço cultural administrado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) – realiza oficinas e narrações de história com tradução em Libras. Todas as atividades são gratuitas e tem classificação livre.

As oficinas de Noção de Braille realizada pelo Setor Braille da Biblioteca Pública do Estado da Bahia (BPEB) acontece às 14h. As inscrições seguem abertas pelo BPEB e será ministrada por Jerusa Ferreira, que possibilitará os participantes a terem a oportunidade de ter um contato inicial com uma das dimensões da acessibilidade comunicacional: o Braille. A outra oficina é da NEOJIBA, sobre o Ensino de música para pessoas com deficiência intelectual, às 15h. A entrada é por ordem de chegada, com 15 vagas disponíveis.

Também às 15h, acontece a Narração de Histórias com Tradução em LIBRAS na Biblioteca Juracy Magalhães Júnior (BJM), com entrada por ordem de chegada. A narração será feita pelos tradutores Josiene Borges e Uéberson Coutinho. O evento é aberto para o público em geral, com foco em surdos, sendo possível a participação de ouvintes.

II Semana Cultural Acessível – Setembro é o mês da acessibilidade, pois é quando se comemoram os dias nacionais do Teatro Acessível (19/9), de Luta da Pessoa com Deficiência (21/9) e dos Surdos (26/9). Para celebrar as datas e refletir a atuação das políticas públicas diante das questões de democratização do acesso a pessoas com deficiência, o Governo da Bahia, por meio da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), juntamente com o grupo Perspectivas em Movimento, promove a segunda edição da Semana Cultural Acessível, entre os dias 19 e 25 de setembro. Neste ano, o evento ocupa seu lugar original – Espaço Xisto Bahia, em Salvador – e se expande para outros espaços culturais e bibliotecas públicas da Bahia, chegando também a Lauro de Freitas, Santo Amaro e Mutuípe.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s