“A história que a manhã contou ao tempo” abre temporada no Espaço Xisto Bahia

Por Uarlen Becker 1

O espetáculo teatral ” “A história que a manhã contou ao tempo”,  é inspirado na obra de Jorge Amado “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá” e traz para o palco uma história de antigamente, mas muito antigamente, nas profundas do passado, quando os bichos falavam, os cachorros eram amarrados com linguiça, alfaiates casavam com princesas e as crianças chegavam no bico das cegonhas etc. Realização da Cabriola Cia de Teatro, a peça ficará em cartaz no Espaço Xisto Bahia de 13 de julho a 11 de agosto – sábados e domingos, às 16h. Os  ingressos  podem ser adquiridos mediante troca do mesmo por 1 Kg de alimento não perecível na bilheteria do Espaço, nos Barris.

Projeto selecionado no edital Demanda Espontânea do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA), ” A história que a manhã contou ao tempo” conta a linda e impossível história de amor entre um gato mal humorado e uma amigável andorinha. Pretende ainda resgatar a tradição dos contadores de histórias, mesclando humor e lirismo ao contar uma fábula de amor e (in)tolerância entre seres de espécies diferentes. A adaptação do texto é do ator Heraldo Souza, o qual divide o palco com Etiene Bouças durante as apresentações.

Serviço

Espetáculo teatral ” A história que a manhã contou ao tempo”

Quando: 13 de julho a 11 de agosto de 2013 – sábados e domingos, às 16h

Onde: Espaço Xisto Bahia, R. Gen. Labatut, 27 – Barris, Salvador

Ingresso: 1 Kg de alimento não perecível

Mais informações:  3117-6155

A Mimus traz dois espetáculos aos palcos do Xisto!

A Mimus traz dois espetáculos aos palcos do Xisto!

A Mimus – Companhia de Teatro, criada por George Mascarenhas e Deborah Moreira, voltará em cartaz ao longo do mês de abril, celebrando a data comemorativa do Teatro, com os espetáculos teatrais ALEGRIA DE VIVER e JOGO DA MEMÓRIA, no Espaço Xisto Bahia (Biblioteca Central dos Barris), de 05 a 28 de abril, sextas e sábados, 20h e domingos às 19h. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada).

Os espetáculos fazem parte do repertório da Companhia Mimus e trazem para temas contemporâneos através de textos intrigantes e da dinâmica corporal dos atores, além do diálogo com recursos audiovisuais.

De 05 a 14 de abril: ALEGRIA DE VIVER retoma o mito de Pigmaleão e Galatéia, porém numa relação às avessas ao expor um escultor que se desapaixonou de sua escultura seguindo em busca de novos horizontes estéticos e formas que o associem à vanguarda contemporânea pondo-o em posição de destaque, prestígio e reconhecimento social.

De 19 a 25 de abril: JOGO DA MEMÓRIA desenvolve-se a partir de um acidente de trânsito, os dois atores interpretam oito personagens que revivem e tentam reconstituir os fatos através de sua própria memória e pontos de vista. Com uma movimentação dinâmica e sofisticada, o espetáculo explora a corporalidade dos atores em um texto cheio de surpresas e reviravoltas.

SERVIÇO:
O QUE: espetáculos Alegria de Viver e Jogo da Memória (temporada Mimus)
ELENCO: GEORGE MASCARENHAS e DEBORAH MOREIRA
INGRESSOS: R$ 20 e R$10

Este espetáculo participa do Programa Xisto Amigo. Você que é morador dos Barris, entre contato conosco e informe-se!

[show | Novo Endereço] + [ensaio aberto | Senhora dos Afogados]

show | Novo Endereço – Neila Kadhí

pracacartaz-web

“Como experimentar a música popular? Como popularizar a música experimental?”

Novo Endereço é o nome do show da cantora Neila Kadhí, que marca seu retorno solo à cena cultural baiana, após três anos dedicando-se exclusivamente ao samba.

A ideia central do show é poder usar e cruzar na música elementos de tradição e modernidade; novo e antigo; preto e branco – não em sentido de oposição, e sim, de complementariedade. O artista tem esse dom – o da tradução. Traduzir o outro, a sonoridade do outro, o mundo, através dele. “Quero poder cantar, recantar, canções antigas, recentes e inéditas, refazê-las, reconstruí-las, com o que chamo de moderno, com o que chamo de tradição”, afirma Neila Kadhí.

No repertório, compositores tão modernos e ao mesmo tempo tão tradicionais, como Gilberto Gil, Henri Salvador, Caetano Veloso, Djavan, João Gilberto, A Cor do Som, Jota Velloso e Luciano Salvador Bahia. Canções inéditas de artistas baianos como Carlinhos Cor das Águas, Duda Pinheiro, Guilherme Maia e Daniel Mã unem-se a músicas autorais da artista.

O show traz uma proposta musical inovadora, ousada em sua formação compacta, que abandona os instrumentos de corda, e foca em instrumentos percussivos: um encontro de piano, percussão acústica tradicional e a modernidade da percussão digital com samplers e pluggins. A voz de Neila Kadhí atua como o fio condutor dessa viagem musical por novos endereços. Na leitura/releitura dessas canções, apresentam-se ritmos brasileiros tradicionais, como o baião, o samba e o afoxé.

Assinam a direção musical Neila Kadhí e Luciano Salvador Bahia e a direção artística é de Marcelo Sousa Brito. Arranjos construídos, coletivamente, por Neila Kadhí, Luciano Bahia, Jelber Oliveira, Sebastian Notini e Wilton Batata.

FICHA TÉCNICA

Arranjos – Neila Kadhí, Luciano Bahia, Jelber Oliveira, Wilton Batata e Sebastian Notini

Direção Musical – Neila Kadhí e Luciano Salvador Bahia

Teclados/Acordeon – Jelber Oliveira

Percussão – Sebastian Notini

Percussão eletrônica – Wilton Batata

Direção Artística – Marcelo Sousa Brito

Iluminação – Márcio Nonato

Sonorização – Cají

______________________________________

Data | 26 de Março

Horário | 20h

Local | Sala Principal – Espaço Xisto Bahia

Valor | R$10 e R$5

Quem | Neila Kadhí

 

___________________________

ensaio aberto | Senhora dos Afogados

 

327309_541541352536934_1239936847_o

______________________________________

Data | 30 e 31 de Março

Horário | 19h

Local | Sala Principal – Espaço Xisto Bahia

Valor | Gratuito

Quem | Pré-formatura da Escola de Teatro da UFBA

Fim de semana começa com teatro

542769_279583095504989_379500057_n

Dia 21

Ele, o Tal – O Homem Que se Casou com O Veado – cordel se transforma em um musical encenado pela Cia de Teatro Solidário de Brotas, onde duas Beatas exóticas e assanhadas que são devotas da imagem do Santo Cuíca de Santo Amaro, aborda com a paixão entre um Veado e o Caçador onde os dois acabam se apaixonando. Um casamento está prestes a acontecer, mas quem seria o doido anormal para celebrar o casamento entre um caçador e sua caça?

Texto: Das obras de Cuíca de Santo Amaro (livre adaptação de fragmentos do Texto O Homem que só Comia Veado de Uarlen Backer)

Adaptação de Texto e Direção: Fábio Marcelo

Elenco: Gilmar Rocha, Cleverson Paixão, Fernanda Vidal, Maryane Ramos, Robson Raycar e Taís Lopes.

Local: Sala Principal

Horário: 20h

Preço Popular: R$10 e R$5 (p/ mulheres)

Dia 22

Solo de Lindomar Pires , Senzala de Pedra – conta a historia de Komde um negro-fugido que vive em um mundo diferente, que ele criou, tornando-se prisioneiro de sua revolta. Em meio à gaiola, velas, sujeira, sangue e muito ódio, ele narra fatos ocorridos em sua vida, da sua chegada do navio negreiro ate a morte de seus irmãos, fazendo um paralelo com o mocambo do bode e as favelas, assim como a sociedade antiga e contemporânea.

Dramaturgia, Atuação e Direção: Lindomar Pires

Local: Sala Principal

Horário: 20h

Preço Popular: R$10 e R$5 (p/ mulheres)

Dias 23 e 24

Rebento mostra através da Contação de histórias as Lendas e Mitos Africanos que explicam a Criação do Mundo, suas curiosidades, mistérios, religiosidades, além de danças e músicas, realizado pela Cia de Teatro Metamorfose. Com base na Lei 11.645/08 diz respeito à inclusão da História da África e cultura afro-brasileira e indígena no currículo escolar.

Texto: de Luis Carlos Limeira, textos de Cleiton Oliveira, cenas criadas através de relatos e narrativas da Ialorixá Silvana Lisboa e cenas a partir de improvisações teatrais.

Direção: Anativo Oliveira.

Elenco: Adriana Accioly, Valda França, Gabriela Gardênia, Stael kyeanda Machado, Daiane Messias, Osvaldo Amâncio, Isabela Rocha, Ivanice Costa, Josilene Passos, Paulo Barbosa, Ivanêa Costa, Aldacy Caribé e Mário Santana.

Na luz: Edmundo Jr.

Local: Sala Principal

Horário: 20h (sábado) | 19h (domingo)

Preço Popular: R$10 e R$5 (p/ mulheres)

Aguardamos você!