O Xisto no Fim de Semana: Papos Poéticos e Barrinho!

Vai fazer o quê neste fim de semana?

Saraus Poéticos neste domingo!

sarau34

24/08 – “Exercícios de Ser Criança”, do poeta brasileiro de maior sucesso editorial do país, Manoel de Barros.

Os saraus do Papos Poéticos Para a Infância e Juventude apresentam a vida e obra de importantes poetas brasileiros por meio de saraus que envolvam outras formas artísticas, tais como a música, as artes cênicas (teatro, dança e circo) vídeo e música, aproximando este público da poesia.

Na última apresentação, um sarau com poemas de Manoel de Barros. Entrada gratuita.
Traga a criançada toda!  :)

24 de agosto
Domingo – 11h
PAPOS POÉTICOS PARA INFÂNCIA E JUVENTUDE – Grupo Teca Teatro
$ entrada franca

E Fim de semana também é tempo de Barrinho, o Menino de Barro!

barrinho2

Vencedor do Prêmio Braskem de Teatro 2013 na Categoria Melhor Espetáculo Infanto-Juvenil, “BARRINHO, O MENINO DE BARRO” é baseado na Obra de Mabel Velloso. Brincando com o barro, um menino cria um boneco – Barrinho – que se torna o seu brinquedo mais querido. Em uma noite de lua cheia o menino deseja profundamente uma companhia, alguém com quem possa conversar, e então olha para o céu e pede um irmão. Nesse momento o boneco ganha vida e começa a falar. Barrinho fala sobre comportamentos humanos e faz reflexões importantes para o entendimento da criança sobre o mundo.

23 e 24 de agosto
Sábado e Domingo – 16h
BARRINHO, o menino de barro
R$ 30,00 (inteira) / R$ 15,00 (meia)

VivaVós volta ao Xisto!

Grupo Vivavós Foto BollyJP

Amanhã tem show do VivaVós aqui no Xisto! O grupo apresenta grandes sucessos da música brasileira de diferentes épocas, com sucessos do presente e clássicos famosos. Vai ser lindo, e não dá pra perder!

21 de Agosto
Quinta-feira – 20h
VIVAVÓS – NAS ONDAS DO RÁDIO
R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia)

Nesta terça e quarta: dança no Xisto

joaopenoni

“Sem o que você não pode viver?” é fruto de uma pesquisa interativa sobre a vida cotidiana de pessoas em diversas cidades e países, que envolveu encontros pessoais e virtuais e resultou em amplo material audiovisual. O trabalho é constantemente modificado e rearticulado em cena, partindo da questão: o que é possível fazer com aquilo que temos, ou com o que nos foi dado?

A coreografia, que acontece em meio aos espectadores, é uma tentativa de resposta, numa composição das sobras que restaram de outros corpos. A composição deixa também espaço, ao final, para a participação de outro artista, a cada temporada, convidado a criar algo a partir do que viu. Este novo registro poderá mostrado no mesmo dia, ou em apresentações futuras, dependendo da natureza da criação de cada um.

19 e 20 de Agosto
Terça e Quarta – 20h
SEM O QUE VOCÊ NÃO PODE VIVER?
R$ 10,00 (inteira) / R$
5,00 (meia)