Palhaço Tiziu anima manhã no Festival Xistinho com O Circo de um Homem Só

palhaço Tiziu

Foto: Divulgação.

“É fantástico, sensacional, perigosíssimo!”. Foi com esse bordão que o palhaço Tiziu animou as crianças na manhã desta quinta-feira, dia 24 de outubro, durante o Festival Xistinho, atividade do Espaço Xisto Bahia em comemoração ao mês das crianças. Estudantes de 5 a 13 anos da Escola Municipal Cosme de Faria se divertiram com as peripécias do palhaço que monta sozinho um espetáculo circense. Em O Circo de um Homem Só, Tiziu não é só o palhaço, mas também o mágico, o malabarista e até a bandinha de música.

“Este tipo de atividade é excelente, pois as crianças se divertem, aprendem, socializam, além de oportunizar a entrada delas a um teatro, coisa que nem todos têm acesso”, disse a vice-diretora Taiz Nascimento. Os professores que acompanhavam os alunos também entraram na brincadeira e participaram de números que arrancaram gargalhadas de adultos e crianças.

Além do espetáculo do palhaço Tiziu, as crianças relembraram antigas brincadeiras com a Koru Cia de Dança, como morto-vivo, telefone sem fio com mímica, e pagaram prendas.

A atividade seguiu pela tarde com a contadora de histórias Lisa Vietra, que recontou fábulas da tradição oral brasileira como Cabra Cabrês, Pinto Pimpão e O Jabuti e a Fruta, criando um jogo cênico no qual as crianças foram convidadas a participar. Houve ainda uma apresentação do espetáculo Triscou-pegou em Fragmentos, que recria o universo infantil através do personagem de um pintor que quer reviver as emoções de ser criança.

Festival Xistinho promove dia lúdico para estudantes de escolas públicas dos Barris

Festival Xistinho

Foto: Divulgação

A oitava edição do Festival Xistinho comemora o mês dedicado às crianças com um dia de programação voltada para a cultura da Infância e Juventude. Com o tema Artes, Brincadeiras e Diversidade, o festival promove ações lúdico-recreativas, além de oficinas de sensibilização para dinamização do espaço, na próxima quinta-feira, dia 24 de outubro, das 9h às 15h, no Foyer do Espaço Xisto Bahia com acesso gratuito.

Estudantes de escolas públicas localizadas nos arredores do Xisto Bahia, nos Barris, vão conferir espetáculos infantis, brincadeiras e contação de histórias. A programação começa às 9h, quando as crianças serão recepcionadas com brincadeiras pela Koru Cia de Dança e, em seguida, às 10h, terão a primeira sessão de O Circo de Um Homem Só, espetáculo que conta a história de Tiziu, um palhaço que resolve montar sozinho um espetáculo circense com todas as atrações.

A programação recomeça às 14h, com contação de histórias de narrativas da tradição oral brasileira, com a contadora de histórias Lisa Vietra. Estabelecendo um diálogo permanente com a plateia, ela transforma as narrativas do monstro contra a formiga, do pintinho que se perdeu da mãe, e do jabuti desvendando o mistério de uma fruta, num jogo cênico onde crianças e adultos são convidados a falar, cantar e narrar junto.

Outro espetáculo entra em cena às 14h30, é a montagem Triscou – pegou em fragmentos que fala da vontade de reviver as emoções adormecidas no coração do ser adulto que um dia foi criança. O espetáculo dá vida aos personagens imaginários que permeiam a fantasia infantil através de movimentos coreográficos, com cores e ritmos dos cancioneiros da tradição popular, possibilitando ao público um mergulho na riqueza da cultura nordestina. Finalmente, às 15h, haverá uma segunda sessão do espetáculo O Circo de Um Homem Só.

Programação Completa:

9h – Brincadeiras com a Koru Cia de Dança
10h – O circo de um homem só (1ª Sessão)
14h – Contação de histórias de narrativas da tradição oral brasileira
14h30 – Triscou – Pegou em fragmentos
15h – O circo de um homem só (2ª Sessão)

 

Convocatória Ocupe Seu Espaço abre inscrições para 2020

Card_Ocupe

Com o objetivo de democratizar o acesso e dinamizar a programação de seus Espaços Culturais, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) lança a 7º convocatória de Ocupação de Pautas Artístico-Culturais dos Espaços Culturais – Ocupe Seu Espaço. As propostas selecionadas podem obter desconto de 50% no valor da pauta, e até mesmo gratuidade. As inscrições ficam abertas de 1º a 31 de outubro, e a convocação visa ocupar pautas de 06 de janeiro a 21 de junho de 2020. As inscrições devem ser feitas AQUI.

Para contribuir com o cumprimento das políticas culturais na dimensão territorial da cultura, a SecultBA vai recepcionar propostas de ocupação para as salas de espetáculos, anfiteatros, foyers/galerias, áreas externas e salas multiuso de 14 espaços culturais em nove territórios baianos. A convocatória possui três linhas de ação de fomento: “Dinamização Estratégica”, que garante isenção em alguns espaços culturais e dependências; “Meses Temáticos”, que oferece gratuidade caso a proposta contemple o tema do mês pleiteado; e a linha de “Apoio Institucional”, que concede desconto de 50% sobre os valores de pauta – ou percentual de bilheteria – para propostas de ocupação de Sala de Espetáculo e Sala Multiuso com cobrança de ingressos. As propostas selecionadas não receberão concessão de apoio financeiro.

Serão aceitas propostas nas áreas de teatro, circo, música, dança, artes visuais, artesanato, literatura, audiovisual, videomapping, performances, discotecagem, culturas digitais, economia criativa, culturas populares, culturas identitárias, formação artística e/ou cultural que proporcionem interações entre a comunidade, o espaço, a cidade e o território de identidade. As propostas artístico-culturais deverão estar adequadas à estrutura física e funcional de cada espaço cultural, além de cumprirem com as normas e regulamento de uso e funcionamento – disponíveis nos anexos do edital. Podem participar da convocatória pessoas físicas com mais de 18 anos (completos até a data de encerramento das inscrições) e pessoas jurídicas de direito privado, com ou sem fins lucrativos, de natureza cultural.

Os proponentes podem inscrever propostas para os seguintes espaços: em Salvador e território metropolitano, Casa da Música, Centro Cultural Plataforma, Cine-Teatro Solar Boa Vista, Espaço Cultural Alagados, Espaço Xisto Bahia e Cine Teatro de Lauro Freitas; e nos demais oito municípios e territórios, Casa de Cultura de Mutuípe, Centro de Cultura ACM (Jequié), Centro de Cultura Amélio Amorim (Feira de Santana), Centro de Cultura de Alagoinhas, Centro de Cultura de Porto Seguro, Centro de Cultura João Gilberto (Juazeiro), Camillo de Jesus Lima (Vitória da Conquista) e Teatro Dona Canô (Santo Amaro).

O Centro de Cultura Olívia Barradas, em Valença, o Centro de Cultura Adonias Filho, em Itabuna e o Centro Cultural de Guanambi não foram incluídos nesta chamada em virtude de estarem em processo de requalificação em suas estruturas.

Para ver mais detalhes na convocatória e realizar inscrições, acessar o site. Dúvidas e outras informações através do e-mail ocupe@cultura.ba.gov.br.

Espaço Xisto Bahia promove debate sobre profissionalização artística de pessoas com deficiência

pespec7

Foto: Divulgação.

O Espaço Xisto Bahia realiza o Dia C da Cultura Acessível para marcar a passagem do mês da acessibilidade e enfatizar o protagonismo das pessoas com deficiência na cena cultural baiana. O evento acontecerá no dia 20 de setembro, a partir das 10h, e terá em sua programação uma aula aberta com a participação de orquestra do Neojibá – Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia, às 10h, e uma roda de conversa com o tema “A profissionalização artística das pessoas com deficiência no cenário cultural”, às 14h.

Setembro é considerado o mês da acessibilidade, pois é quando se comemoram também os dias nacionais do Teatro Acessível (19), de Luta da Pessoa com Deficiência (21) e dos Surdos (26). Para refletir e expandir o conceito de acessibilidade, o evento convida os profissionais da cultura a participarem de uma roda de conversa que terá Ninfa Cunha como mediadora e contará com as presenças de João Lima (Diretor Artístico do Casulo de Artes Inclusivas), Antônio Marques (Coordenador Artístico da APAE – Salvador), Edu O.  (Artista, Professor da Escola de Dança da UFBA) e Alexandre Carvalho Baroni (Superintendente da SUDEF – Superintendência dos Direitos da Pessoa com Deficiência / Câmara Temática Promoção da Igualdade da Pessoa com Deficiência.

O Dia C da Cultura Acessível é uma atualização da Semana Cultural Acessível, que foi realizada nos anos de 2015, 2016 e 2017 no Xisto Bahia, espaço de referência em Salvador nas discussões sobre acessibilidade no âmbito artístico e cultural.